Blog

Apoio a crianças durante realocações internacionais

Published: quarta-feira, 11 de março de 2020
Arabelle Chaw

Uma realocação internacional pode ser tão avassaladora quanto emocionante para uma família, principalmente para crianças. Durante uma mudança internacional, as crianças compartilham não só os mesmos benefícios que seus pais, mas também muitas das mesmas preocupações. Entretanto, uma grande diferença é que elas podem ter dificuldades para identificar e expressar o que estão sentindo. Abordamos abaixo algumas coisas que os pais devem ter em mente ao se mudar com seus filhos. Seguir essas sugestões minimizará o impacto e ajudará as crianças antes, durante e depois de uma mudança internacional.

Comunique-se ao longo do processo: Conte o quanto antes para o seu filho a mudança futura, incluindo as razões da mudança. Não deixe de perguntar como ele está se sentindo e trate as preocupações dele da forma mais sincera possível em um nível adequado à idade dele. Se seu filho tiver perguntas para as quais você não tenha respostas seguras, faça com que ele se sinta seguro dizendo que você vai pesquisar o assunto. Se adequado, convide o seu filho para participar da pesquisa e promova um sentimento de inclusão e empoderamento. Durante o processo de realocação, sentimentos e medos novos podem surgir a qualquer momento. Por isso, mantenha aberto o canal de comunicação durante todo o período da mudança. Lembre-se de que filhos de todas as idades podem ter diferentes preocupações e perguntas. Independentemente de o seu filho ter 6 ou 16 anos, converse com eles regularmente.

Honre a casa que você está deixando para trás: Embora possa ser tentador minimizar a tristeza com relação à mudança, ela é importante para que as crianças – e os adultos – para reconheçam a casa e as pessoas que eles estão deixando para trás. Dependendo da idade do seu filho, você pode considerar ajudar a criar um álbum de fotos que comemore seus lugares e pessoas favoritos. Também pode ser útil ler livros infantis sobre como se mudar ou assistir a filmes adequados à idade, como Divertida mente (para crianças mais novas) ou Karate Kid (para adolescentes). E o mais importante, não evite mencionar o nervosismo que você possa estar sentindo com relação à mudança. A sua sinceridade para com as suas preocupações e a sua demonstração de entusiasmo sobre a nova experiência ajudarão a validar os sentimentos do seu filho.

Convide o seu filho para participar: Muitas vezes, em uma mudança, as crianças ficam perturbadas com a sensação de que não têm nenhum controle sobre o próprio ambiente. Envolver as crianças em todas as fases de uma realocação permite que elas participem do processo e diminui o sentimento de desamparo. Seja embalando alguns dos seus pertences, acompanhando os pais para procurar casa, ajudando a fazer listas de tarefas e/ou escolhendo novos móveis ou cores de tinta para um novo quarto, incluir os filhos no processo de estabelecimento de uma nova residência, ajuda-os a sair da antiga casa.   

Dê a eles uma prévia da sua nova casa: Faça uma pesquisa on-line sobre novos alimentos que você poderá experimentar no seu país anfitrião, algumas palavras no idioma que os moradores falam lá e costumes que serão interessantes de adquirir. Experimente um restaurante local no seu bairro atual que sirva a culinária do país ou do local para o qual você vai se mudar. Visualize via satélite a sua nova casa e o playground local, e a escola do seu filho através de mapas eletrônicos, se possível. Além de empoderar o seu filho envolvendo-o no processo de pesquisa, ele se sentirá reconfortado ao saber de algumas coisas que poderá esperar em relação à sua nova casa antes de vocês chegarem lá. Se possível, pergunte a opções de treinamento intercultural e de idiomas para a família. Isso ajudará na construção de novos relacionamentos quando você chegar à sua nova casa.  

Planeje com antecedência como lidar com os “objetos pessoais especiais do seu filho”: Antes do dia da mudança, separe os objetos que o seu filho queira trazer no avião para garantir que eles não sejam embalados, por exemplo, bichos de pelúcia, o cobertor favorito, iPad, etc. Ao embalar, ponha etiquetas bem visíveis em uma ou duas caixas com os objetos favoritos do seu filho que devam ser abertos primeiro na chegada à sua nova casa. Lembre-se sempre de que um item que talvez não seja importante para você pode significar o mundo para seu filho. Ao chegar, considere ter alguns alimentos favoritos enviados de casa, pois ter coisas familiares em um espaço desconhecido ajuda a facilitar a transição. Os animais de estimação também devem ser considerados. Crianças – e muitos adultos – consideram os animais de estimação como membros da família; Combinar de trazê-los em uma realocação internacional  pode ser uma enorme ajuda para os filhos se adaptarem a um novo local.

Inclua a ajuda dos professores dos seus filhos: O professor atual do seu filho pode ser uma excelente fonte de apoio durante a preparação para a sua mudança, organizando uma foto de turma que o seu filho possa levar para o novo país anfitrião e proporcionando troca de informações de contato com outros alunos, se for o caso. Em geral, os professores gostam de tomar conhecimento quando um aluno está de mudança para que possam preparar os outros alunos para a mudança. Eles frequentemente preparam aulas, fazem leituras e promovem discussões sobre mudança. Entrar em contato com o futuro professor do seu filho antes de sair da sua casa atual também pode ser uma ótima maneira de ser proativo. Apresente ao professor uma descrição do seu filho, juntamente com os interesses e hobbies dele. Fazer isso permitirá que o professor conte aos outros alunos sobre seu filho e promova amizades. Você também pode pedir ao professor que envie um pequeno bilhete para o seu filho para que ele não se sinta um estranho no primeiro dia de aula.  

Manter consistência: Uma vez no local anfitrião, ele ajuda as crianças a estabelecer um sentido de familiaridade ou consistência. Vá ao cinema, continue a noite de jogo para a família, encontre o parque mais próximo para jogar um jogo de pesca, encontre novas maneiras de manter as tradições familiares existentes. Pergunte aos colegas expatriados ou ao professor do seu filho onde ele pode continuar os hobbies favoritos dele. Apoie os esforços dos seus filhos para estabelecer novas amizades e ajude-os a manter contato com os antigos através do Skype ou de outras plataformas e outros aplicativos.   

Embora uma mudança internacional possa inicialmente inspirar sentimentos de incerteza para crianças, com o apoio certo eles podem florescer em seus novos ambientes, se beneficiando de uma variedade de fatores que somente uma mudança para o exterior pode proporcionar. Por fim, os filhos vão seguir os exemplos dos adultos em suas vidas. Se os pais disserem que vão sentir saudades dos amigos e da casa, mas que estão animados para construir uma nova vida, os filhos se sentirão mais seguros com relação aos seus próprios sentimentos e à decisão de se mudar. Manter a comunicação aberta, oferecer às crianças um senso de envolvimento e demonstrar um ar de otimismo ajuda os filhos a prosperarem em uma mudança para o exterior.