Blog

Notícias sobre o coronavírus: conscientização e orientação em relação a mobilidade

Published: segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020
Roberto Vale

À medida que o mundo assiste ao desenrolar dos fatos sobre o coronavírus (COVID-19) e a resposta global a ele, a SIRVA e seus funcionários querem manter nossos clientes atualizados sobre como o problema está impactando a mobilidade e compartilhar as mais recentes sugestões fornecidas pela Worldwide ERC sobre medidas que os funcionários possam tomar em relação à própria saúde e segurança. O vírus foi anunciado como uma emergência de saúde pública de interesse internacional pela Organização Mundial da Saúde em 1º de janeiro deste ano. Assim sendo, os líderes de mobilidade e de RH foram orientados a tomar medidas para informar e proteger seus funcionários sobre sua saúde e segurança durante este período crítico.

Saúde e segurança

O artigo da Worldwide ERC fornece aos leitores uma lista de fontes confiáveis de informações sobre o vírus e informações valiosas sobre o fornecimento de acomodações a viajantes e a realocação de indivíduos cujos planos tenham sido impactados pelo surto recente.

Para saber mais, leia o artigo da Worldwide ERC, Steps to Health and Safety for Employees During the Coronavirus (Medidas referentes a saúde e segurança para os funcionários durante o surto do coronavírus).

Para possibilitar rastreamento atualizado, o Johns Hopkins Center for Systems Science and Engineering criou – e atualiza regularmente – um painel online com sobre casos confirmados do vírus e os locais em que esses casos ocorreram, globalmente.

Coronavírus: o impacto sobre as prioridades e mobilidade de negócios

As organizações estão enfrentando desafios significativos que resultaram desse problema de saúde mundial, desde a implantação de processos de trabalho remoto ao exame e aumento da gestão de fluxos de caixa. A seguir, analisamos os impactos e algumas práticas recomendadas para as principais funções da mobilidade global, enquanto o coronavírus é uma preocupação.

Vistos e imigração

Todos os envios físicos de documentos impressos relacionados a renovações de permissões de trabalho e cancelamentos em Xangai foram suspensos. Esses envios devem ser processados somente on-line, com uma carta de compromisso fornecida pelo empregador chinês. Pequim também adotou um processo de envio on-line e cartas de compromisso para renovações e cancelamentos de permissões de trabalho.

Dada a gravidade do COVID-19, as autoridades de imigração chinesas estão tomando medidas para garantir o mínimo transtorno possível aos movimentos de entrada e saída de cidadãos estrangeiros. Cidadãos estrangeiros são fortemente orientados a considerar riscos de saúde e advertências de viagem antes de tomarem decisões de visto e imigração. Aqueles cujos pedidos de visto e imigração estão sendo afetados durante este período são orientados a entrar em contato com o respectivo provedor de imigração para obter assistência.

Governos em todo o mundo também implementaram restrições de imigração e entrada para interromper a disseminação do COVID-19.

Na Singapura, o Ministério do Trabalho (Ministry of Manpower, MOM) impôs várias restrições, incluindo:

  • Novos pedidos de passe de trabalho para trabalhadores estrangeiros da China continental serão rejeitados até segunda ordem.
  • Todos os funcionários que retornarem da China continental (com exceção da província de Hubei) em 31 de janeiro de 2020 devem sair de licença (Leave of absence, LOA) por 14 dias, em que os funcionários devem permanecer em casa, minimizar o contato com outras pessoas e monitorar sua saúde de perto ao retornar para a Singapura. Além disso, os portadores de passe de trabalho com histórico de viagem para a China continental nos 14 dias anteriores à sua chegada na Singapura poderão ser contatados pelo Ministério do Trabalho por SMS, chamadas com vídeo ou inspeções para verificação do local do trabalhador.
  • Todos os funcionários com histórico de viagem recente para Hubei (no período de 14 dias antes de chegarem em Singapura) devem ser colocados em quarentena em casa ou em outras instalações adequadas.
  • Empregadores com funcionários ou dependentes estrangeiros que estiveram na China continental (fora de Hubei) nos últimos 14 dias, devem providenciar uma aprovação do Ministério do Trabalho da Singapura por meio de uma instalação on-line antes que seus funcionários possam começar a viagem para a Singapura. Entretanto, essa aprovação não é garantida. Em uma postagem no Facebook na sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020, Josephine Teo (Ministra do Trabalho e Segunda Ministra de Assuntos Internos) declarou o seguinte em relação à obrigatoriedade de obtenção de aprovação antes de viagens para a Singapura:

“Na primeira semana de implementação, aprovamos cerca de 200 pedidos diariamente de chegadas planejadas. No mesmo período, rejeitamos cerca de 400 pedidos diariamente.

Os dois principais motivos para a rejeição dos pedidos são a necessidade de espaçar o retorno dos trabalhadores para a Singapura, e os empregadores não conseguirem organizar acomodação para os trabalhadores de retorno poderem cumprir a licença.”

Portanto, as organizações devem levar isso em conta ao fazerem seus planejamentos e ser flexíveis quanto à organização de viagens.

Em Hong Kong, uma quarentena obrigatória de 14 dias foi imposta a qualquer pessoa que viaje da China continental.  Além disso, as autoridades de imigração estão operando com capacidade limitada, com apenas a seção de renovações aceitando pedidos.

Como as respostas das autoridades permanecem extremamente fluidas, esperam-se mudanças frequentes na política e nos processos de vistos e imigração. As organizações que estão alocando funcionários para dentro ou para fora da China continental terão que levar isso em consideração.

Mudança de bens de uso doméstico

Os transportes de carga continuarão a ser adiados ao backlog do Ano Novo Lunar, seguido pela COVID-19. As companhias de transporte têm reduzido sua frequência. De acordo com o Wall Street Journal, cinquenta viagens de navios foram canceladas desde o final de janeiro, o que atrasará as importações de mercadorias em contêiner para os Estados Unidos e Europa. Esses atrasos foram causados por uma redução na produção industrial e pela incapacidade de movimentar o frete na China, de e para portos. O resultado é uma desaceleração das importações e exportações de bens domésticos que estão sendo atendidas dentro dos prazos normais. Além disso, de acordo com o jornal de transporte marítimo Lloyd’s List, muitos motoristas e trabalhadores têm sido impedidos de retornar aos seus locais de trabalho devido às restrições de viagem e às normas de quarentena aplicadas pelas autoridades. Rodovias, rotas de transporte público e cidades também estão sob um ambiente controlado.  As empresas de mudança estão enfrentando grandes desafios na esteira destas circunstâncias, além do fato de que muitos edifícios e condomínios/apartamentos não permitem a entrada de trabalhadores e veículos externos. Devido a essas complicações, as empresas e seus funcionários realocados devem esperar o seguinte:

  • Os serviços de mudança estarão operando em uma capacidade limitada em comparação com o serviço normal. 
  • O empacotamento e a entrega estarão sujeitas à aprovação do Sociedade de Gestão de Propriedades (Management Corporation Strata Title, MCST) de cada prédio – a pessoa ou a empresa nomeada para gerenciar o patrimônio/a propriedade. A SIRVA e suas marcas de mudanças trabalharão com expedidores e colaborarão com proprietários e/ou administradores prediais nas aprovações.
  • Atrasos no empacotamento ou na entrega podem resultar em encargos extras incorridos no porto, na sobre-estadia e no armazenamento, etc.
  • Remessas de exportação que exigem documentos originais do cliente podem exigir um período maior para retornar, o que pode resultar em atrasos de partida. Algumas fontes estão relatando que a documentação está sendo solicitada via portais online.
  • Atrasos de remessa de importação em liberação personalizada podem estar sujeitos a custos extras incorridos no porto. 
  • O transporte doméstico por caminhão atualmente está sob restrições de viagem e regras de quarentena.
  • Todos os funcionários de mudanças necessários estão sujeitos à disponibilidade.

A Allied Pickfords continuará a tomar medidas preventivas, como uso de máscaras recomendadas, avaliação de saúde, uso de checagem de temperatura e uso de sanitizante. 

Serviços de partida

Escolas e consultoria educacional: As escolas internacionais e locais da China continental permanecerão fechadas até o final de fevereiro, enquanto muitas universidades britânicas atrasaram o retorno de seus acadêmicos e estudantes para seus campi chineses até 2 de março. A Comissão de Educação da China (China Education Commission, CEC) realizará avaliações adicionais sobre a reabertura das escolas nas próximas semanas. O Bureau de Educação (EDB) em Hong Kong também anunciou que todas as escolas permanecerão suspensas e as aulas não serão retomadas até 16 de março de 2020 (com esta data de retomada das aulas sujeita a avaliação adicional). Eles adotaram uma variedade de ferramentas on-line para manter os alunos aprendendo.

 

Serviços de busca de residência, orientação e acomodação: A maior quantidade de compostos e empreendimentos habitacionais tem proibido ou restringido a entrada de não-locatários, buscas de residência, orientação e serviços de acomodação têm sido adiados. Nossa Equipe de Serviços de Partida está trabalhando em estreita colaboração com organizações para adiar planos e focar em serviços de pré-transferência de expatriados que estejam retornando aos seus países de origem. Também foi estabelecido suporte remoto aos serviços de destino para auxiliar os expatriados que permaneçam na China continental, com questões como lidar com os registros locais exigidos por seu composto de acomodação, fazer compras de supermercado e facilitar comunicações entre autoridades locais.    

Melhores práticas de realocação

Como estamos enfrentando os desafios da nossa economia global, as organizações devem permanecer ágeis e vigilantes. Como líder global em Mobilidade, a SIRVA está trabalhando junto com nossos clientes e a cadeia de suprimentos para estabelecer canais de comunicação eficazes e apoiar o planejamento de contingência de negócios (Business Contingency Planning, BCP) deles, incluindo:

  • Rastreamento e relatório de funcionários em todos os locais afetados
  • Fornecimento de análises de custos e análise das próximas etapas com relação a funcionários afetados e que estejam penetrando em novos mercados
  • Fornecimento de análise comparativa sobre como as organizações preveem impactos no seu programa de mobilidade de talentos
  • Oferecimento de suporte ao serviço de repatriação
  • Fornecimento de informações atualizadas sobre protocolos de mudanças relativas a reuniões presenciais com designados

Até que o vírus esteja totalmente controlado, recomenda-se que as empresas tenham conhecimento da localização de seus funcionários a todo tempo e que mantenham uma comunicação clara com eles sobre atualizações, protocolos da empresa, recursos e próximos passos. À medida que as proibições e restrições de viagem continuarem a afetar os funcionários, residentes nas regiões afetadas e os serviços dos prestadores de serviços de destino, a SIRVA incentiva as empresas a trabalharem em estreita colaboração com seus gerentes de conta para navegar pelas complexidades e preocupações que envolvem o coronavírus e para manter seus funcionários informados sobre a própria saúde e segurança.

 

Recursos adicionais

Centros de Controle e Prevenção de Doenças

Organização Mundial da Saúde

Coronavirus CVID-19 Global Cases por Johns Hopkins CSSE 

Página do Ministério do Trabalho (Ministry of Manpower) da Singapura sobre atualizações do COVID-19

 

Clique aqui para obter mais informações sobre a isenção de responsabilidade do blogue da SIRVA.