Blog

Tendências que estão reformulando a mobilidade global: aspectos a considerar

Published: segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020
Elaine Baker

Os programas de mobilidade devem ser ágeis e flexíveis na adaptação às tendências do mercado global de realocação e de mudanças.  Algumas das tendências básicas que a SIRVA observa no mercado de hoje são: 

Mudanças nas políticas para atender à flexibilidade

As políticas tradicionais distribuídas em níveis estão evoluindo para fornecer soluções flexíveis, direcionadas a programas específicos de realocação (por exemplo, rotações de desenvolvimento) e preferências e prioridades dos funcionários. As RMCs estão subvertendo a lógica para fornecer uma abordagem mais consultiva para organizações que buscam transformar seus programas de mobilidade.

  • A maioria das organizações está adotando alguma forma de segmentação ou core/flex.  
  • Os programas de pagamento único (Lump Sum) continuam sendo utilizados para alguns níveis de programas de realocação doméstica dos EUA; já pagamentos únicos para transferências globais (internacionais) não têm sido implementados em grande escala, devido, principalmente, à complexidade dos tipos de transferência.
  • Os pagamentos únicos estão sendo utilizados de forma mais ampla nos programas domésticos dos EUA (além dos estagiários e recém-formados), transformando colaboradores corporativos em consumidores no mercado.

Tendências regionais

  • Américas: As políticas Core/Flex são comuns para transferências domésticas nos EUA e o modelo preferido para o colaborador no início de carreira 
  • Ásia: Alguns níveis de política incluirão um elemento de um pagamento único para transferências dentro do país ou domésticas e as pessoas em viagens de negócios estendidas (Extended Business Traveler, EBTs) continuam sendo uma área de enfoque como alternativa viável para tipos de transferência mais tradicionais que são administrativamente onerosos e exigem um investimento significativo.  

Expansão da terceirização

O aconselhamento pré-decisão (orientação fornecida ao responsável pelo início do processo de realocação referente à seleção de candidatos e de pacotes) tradicionalmente era oferecido por um recurso corporativo interno. A SIRVA tem observado um aumento no uso de RMCs para a prestação deste serviço como parte do escopo de serviços da parceria com fornecedores, reconhecendo a capacidade de a RMC atuar como uma extensão da organização.

As multinacionais estão considerando uma estrutura de programa centralizada, desde que haja centros ou equipes regionais implantadas para apoiar o negócio localmente.  As responsabilidades pelos centros regionais variam de acordo com a empresa, em grande parte devido às capacidades acordadas e à capacidade das equipes internas e externas.

Os fornecedores nas Américas estão sentindo a pressão dos preços exercida pelas equipes de Compras para racionalizar os custos em todas as áreas do ciclo de vida da realocação.

A Europa e a Ásia continuam crescendo principalmente por suprir suas necessidades de realocação para terceirizar seu programa de mobilidade para as RMCs. Essas parcerias ajudam a levar os programas de mobilidade a um novo patamar - de operacional para estratégico -, permitindo o alinhamento dos programas de mobilidade com objetivos de negócios gerais.

O investimento em tecnologia é fundamental para os programas de realocação, principalmente na Europa, devido ao clima regulatório e à necessidade intensa de proteger os dados.

Migração para um modelo centralizado de gestão de programas

As empresas de mobilidade global estão migrando para modelos centralizados de programas, simplificando o processo e proporcionando uma experiência mais integrada para os clientes e seus colaboradores realocados.  As organizações reconhecem o valor que um modelo centralizado tem para proporcionar uma experiência consistente, tanto para o colaborador realocado quanto para o cliente interno, que aproveita os fornecedores globais para eficiências de custo e escalabilidade do programa.

Avanços tecnológicos

A tecnologia está avançando mais rápido do que jamais imaginamos ser possível. Com esses avanços, surge a demanda de consumo por informações instantâneas e percepções com o clique em um botão. As RMCs devem continuar inovando e fornecendo ferramentas e recursos de referência que impulsionem o progresso e instruam as empresas sobre jeitos inovadores de mobilizar sua força de trabalho.

Demanda por transparência

É importante que as empresas atendam às expectativas de transparência total dos custos dos programas de mobilidade, análise preditiva e notificação do início ao fim para assegurar que os clientes e seus colaboradores estejam,o tempo todo, conectados ao processo de realocação.

Paradoxo entre custo e qualidade

As organizações estão exigindo um foco voltado para a racionalização dos custos e a minimização de todas as parcerias externas, ao mesmo tempo mantendo e, muitas vezes, elevando as expectativas em relação à qualidade do serviço.  As RMCs podem alcançar esse equilíbrio através de uma cadeia de suprimentos integrada e de uma rede de fornecedores preferenciais, fornecendo um recurso unificado de prestação de contas que se traduz em níveis de serviço e economias de custos mais altas. 

Interessado em saber mais? Conecte-se com Elaine Baker no LinkedIn ou diretamente em Elaine.Baker@sirva.com. Você também pode entrar em contato com Concierge@sirva.com.